quinta-feira, 16 de junho de 2011

Cada um escolhe suas batalhas...

Hoje eu estava assistindo a novela Cordel Encantado, quando o personagem Belarmino disse à Penélope: "Cada um escolhe suas batalhas." Fiquei pensando nisso, a fim de entender realmente o que aquele bravo cangaceiro queria dizer com isso. Será que escolhemos mesmo nossas batalhas? Se sim, será que escolhemos as batalhas certas?
É, realmente muitas vezes escolhemos nossas batalhas. Engraçado é que, às vezes, optamos por uma luta que não vale à pena. Levamos a diante brigas, discusões, desentendimentos e desavenças que, por motivos banais, nos causam um desgaste desnecessário.
Sem hipocrisias, eu diria até que, somos egoístas. Batalhamos por quereres pessoais. A nossa causa é sempre maior do que a do outro. Até mesmo quando pedimos desculpas a alguém, estamos tentando limpar nossa consciência de que fizemos o certo, livrando-nos de um pesar. Não pensamos, ao menos, o quanto aquilo gratificou e felicitou a outra pessoa. Pensamos, simplesmente, que nossa consciência descansará tranquila por, supostamente, termos feito o certo.
Belarmino comprou uma batalha que não era dele, protegeu seu capitão. Deveríamos fazer o mesmo, tomar dores das lutas dos nossos iguais. Claro, sem deixar de lado nossas batalhas, que são essenciais de cada ser humano. Mas podemos incluir neste contexto as batalhas que nos trarão mais do que vitórias, proporcionarão a dignidade. Os cangaceiros eram dignos. Os espartanos eram dignos. Os guerreiros são dignos. Você É um guerreiro digno, basta escolher suas batalhas.

Sabrina Silva

Um comentário:

  1. Amei, amei, amei, amei, amei, ameeeeeeeeeeeei *-*
    This war is ours <3

    ResponderExcluir